Menores juros da história criam um excelente cenário para os financiamentos de imóveis:
Voltar para o blog

Menores juros da história criam um excelente cenário para os financiamentos de imóveis:

Com os menores juros já vistos o consumidor ganha uma grande oportunidade de adquirir seu imóvel próprio.

 

E impossível falar de mercado imobiliário sem mencionar os financiamentos habitacionais. Praticamente 80% dos imóveis transacionados são adquiridos través de financiamento habitacional. O que por muito tempo foi praticamente uma exclusividade da Caixa Econômica Federal, hoje através da queda da Taxa Selic chegando em 2% no inicio deste ano, e consequentemente da baixa nas taxas de juros em geral, se tornou um grande produto também para as demais instituições financeiras.

 

Tenho percebido que esta concorrência dos demais bancos podendo competir com as taxas de juros da Caixa favoreceu o consumidor final na hora de adquirir o seu imóvel através de financiamento.

 

Estou no mercado imobiliário desde o ano de 2010, tanto como consumidor, quanto como corretor de móveis e posso afirmar que nenhum outro momento foi tão favorável para aquisição de um imóvel através de financiamento habitacional. Para que eu posso explicar um pouco melhor sobre o por que afirmo de que é um excelente momento para adquirir um imóvel financiado vou falar um pouco mais.

 

O instinto MCMV (Minha Casa Minha Vida) atualmente chamado de CVA (Casa Verde Amarela) mantem as mesmas taxas de juros ao longo dos últimos anos, porém o SBPE (Sistema Brasileiro de poupança empréstimo), que é atualmente uma das principais linhas de crédito para financiamento habitacional está com taxas de juros antes nunca vista. Para se ter uma ideia no ano de 2017 os financiamentos através das taxas de juros do SBPE eram superiores a 10% ao ano ou seja 0,833%a.m, já hoje em dia é possível financiar um imóvel com taxa de juro inferior a 5% ao ano pela mesma linha de crédito. Trazendo isso para a prática um imóvel de R$ 300.000,00 adquirido no ano de 2017 onde a parcela ficaria em média R$3100,00, por mês, hoje consegue-se parcelas menores do que R$ 2000,00 por mês para o mesmo valor de imóvel.

 

A queda da taxa de juros traz o reflexo direto no aumento do potencial de aquisição do consumidor. Quem antes n conseguiria comprar o imóvel hoje tem um maior poder de compra devido a queda da taxas, e com este aumento de poder de compra, consegue escolher melhor o seu imóvel.

 

Outros posts

  1. Vendas no mercado imobiliário sobem 17,3% no 2º trimestre

    Vendas no mercado imobiliário sobem 17,3% no 2º trimestre

    Alta na comparação com 2017 foi de 32% Sudeste liderou crescimento. As vendas de imóveis no país no 2º trimestre de 2018 apresentaram alta de 17,3% em relação aos primeiros 3 meses do ano. Na comp...

  2. Valor do imóvel comprado com o FGTS aumentará para R$ 1,5 milhão em 2019.

    Valor do imóvel comprado com o FGTS aumentará para R$ 1,5 milhão em 2019.

    O governo acaba de anunciar um pacote de medidas para estimular a compra da casa própria para a classe média. A partir de janeiro de 2019, trabalhadores que desejarem utilizar o saldo do FGTS (Fundo d...

  3. VITTA CENTER

    VITTA CENTER

    Vitta Center – um centro de saúde e bem-estar!O Vitta Center é um empreendimento que foi planejado para trazer ainda mais desenvolvimento para Santa Maria e região. Desenvolvido em conjunto com profis...

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência.

Vendas - Locações - Financiamentos - Consultoria

(55) 3307-6410

Vendas - Locações - Financiamentos - Consultoria

(55) 3307-6410